sexta-feira, 18 de junho de 2010

José Saramago (16.11.1922 – 18.06.2010)


Faleceu hoje José Saramago, em Lanzarote.
José de Sousa Saramago nasceu na aldeia de Azinhaga,no Ribatejo, mas aos três anos foi para Lisboa, com os pais.
Após o ensino secundário, trabalhou como serralheiro mecânico, desenhador, funcionário da saúde e previdência social, editor e tradutor. Foi também crítico literário na revista Seara Nova.
Enquanto jornalista, trabalhou no Diário de Lisboa e no Diário de Notícias, onde foi director.
A sua obra está editada e traduzida em mais de trinta países.

Alguns dos títulos da sua vasta obra:
Terra do Pecado (1947)
Os Poemas Possíveis (1966)
A Bagagem do Viajante (1973)
Manual de Pintura e Caligrafia (1977)
Levantado do Chão (1980)
Que farei com este Livro? (teatro, 1980)
Viagem a Portugal (1981)
Memorial do Convento (1982)
O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984)
A Jangada de Pedra (1986)
História do Cerco de Lisboa (1989)
O Evangelho Segundo Jesus Cristo (1991)
Ensaio sobre a Cegueira (1995) - adaptado para o cinema por Fernando Meirelles
Todos os Nomes (1997)
O Homem Duplicado (2002).
As Intermitências da Morte (2005)
Cadernos de Lanzarote(1994-)
A Viagem do Elefante (2008)
Caim (2009)

Para além da distinção com o Prémio Nobel da Literatura, em 1998, José Saramago recebeu inúmeros prémios, de que se destacam o Prémio Cidade de Lisboa (Levantado do Chão, de 1980), o Prémio Literário Município de Lisboa (Memorial do Convento, 1982) e o prémio do PEN Clube para Memorial do Convento (1982) e O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984), o Prémio Dom Diniz (1986), o galardão italiano Grinzane-Cavour (1987), o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores (1992), o Prémio de Ficção Estrangeira do jornal The Independent (1993) e
Prémio Camões ( 1995).
A melhor homenagem que podemos fazer ao “Nobel português” é ler a sua obra.
Na BESTC, há muito por onde escolher…

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.