terça-feira, 24 de setembro de 2013

António Ramos Rosa - Mostra Bibliográfica 

 A BESTC preparou uma pequena mostra bibliográfica, em jeito de homenagema a António Ramos Rosa (veja abaixo a noticia sobre o falecimento de António Ramos Rosa).

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Faleceu António Ramos Rosa



António Ramos Rosa, farense, nascido em 1924, prémio Pessoa em 1988 e um dos maiores nomes da cultura portuguesa, morreu hoje em Lisboa aos 88 anos. Em jeito de homenagem fica, aqui, um dos seus poemas.

É por Ti que Escrevo

É por ti que escrevo que não és musa nem deusa
mas a mulher do meu horizonte
na imperfeição e na incoincidência do dia-a-dia
Por ti desejo o sossego oval
em que possas identificar-te na limpidez de um centro
em que a felicidade se revele como um jardim branco
onde reconheças a dália da tua identidade azul
É porque amo a cálida formosura do teu torso
a latitude pura da tua fronte
o teu olhar de água iluminada
o teu sorriso solar
é porque sem ti não conheceria o girassol do horizonte
nem a túmida integridade do trigo
que eu procuro as palavras fragrantes de um oásis
para a oferenda do meu sangue inquieto
onde pressinto a vermelha trajectória de um sol
que quer resplandecer em largas planícies
sulcado por um tranquilo rio sumptuoso

António Ramos Rosa, in 'O Teu Rosto'


(fotografias em http://antonioramosrosa.blogspot.pt/p/biografia.html)
 

terça-feira, 17 de setembro de 2013

A equipa da Biblioteca deseja a todos um bom ano letivo.

A equipa da BESTC do AETC deseja a todos um bom ano letivo.
A toda a comunidade educativa e em particular aos novos alunos desejamos um bom ano de trabalho e boas leituras!
 
Deixamos de seguida um vídeo de alguns dos alunos da nossa escola, que receberam os diplomas de mérito, atribuídos pela Câmara Municipal de Faro, na cerimónia realizada na Escola Superior de Saúde, no dia 13 de setembro de 2013.
 
video
 
 
Deixamos também um poema de uma antiga aluna (e professora) da nossa escola.
 
ESCOLA DE FARO, MINHA AMADA!

Escola de Faro!
Saudades da Infância
Parto contigo na ilusão
Escola de Faro
Saudades de ti,
Dum tempo que vivi
Levo contigo o meu coração
Tempos de menina
Tempos de criança!
Os sonhos risonhos, dispersos
Nos meus humildes versos
Também és musa inspiradora
Tu tens a força motora
Que me ensinou a conduzir
Na rota do meu porvir!
Em ti aprendi a viver
A ser alguém
Escola, minha amada
Eu vou de retirada
Mas quero voltar
Quero partir sem te deixar
Escola de filhos e de pais
As horas que vivi são imortais
A lembrança dos meus amigos leais
As folhas duma era que não volta mais
Tu, tens para mim todo o valor
O renascer duma flor!
Foste o meu berço embalador
Esteja onde estiver
Estas na minha lembrança
Nos meus sonhos de Criança
E no meu coração de Mulher!
Serás eternamente recordada!
Escola de Faro minha Amada!
 
 
 
A equipa da BE